(Competitivo) Destaques Sul Americanos de Setembro

Discussão em 'Notícias' iniciada por raphaelms07, 30 Setembro 2017.

By raphaelms07 on 30 Setembro 2017 às 17:19
  1. raphaelms07

    raphaelms07 Colaborador

    Registado em:
    1 Maio 2017
    Posts:
    30
    Curtidas Recebidas:
    35
    Pontos de Troféu:
    18
    [​IMG]

    Como todos já sabem, a Valve introduziu recentemente seu novo sistema de pontos do qual os 8 times mais bem pontuados do mundo terão um convite direto para o The International deixando os critérios para esses convites mais claros e simples além de serem fáceis de se acompanhar (http://wiki.teamliquid.net/dota2/Dota_Pro_Circuit) assim como também ser fácil verificar a pontuação dos jogadores (http://www.dota2.com/procircuit)

    Esse novo sistema também obriga qualquer torneio que distribua pontos para o TI também abra uma vaga para qualificados do região Sul Americana fazendo com que o dota nessa segunda metade de setembro ficasse abarrotado de jogos de todos os tipos de equipes, não somente da região SA como também no mundo todo.

    No cenário pequeno e frágil sul americano, três times se destacaram conseguindo vagas para as 5 vagas de Minors e Majors disputadas no mês de setembro.

    Menção honrosa: Tshow
    Menção honrosa para Fúria jovem, que depois se tornou Team Taka, que depois se tornou Tshow. Esse time possui nomes conhecidos no cenário nacional e até um nome conhecido internacionalmente, Tavo. O time conseguiu a façanha de chegar na final das qualificatórias para a Major ESL, perdendo apenas para a quase imbatível, SG. O time que antes era só um grupo de pessoas jogando por conta própria, terminou sendo integrado a Tshow, que retornou ao cenário do Dota 2 ao absorver esse time.

    [​IMG]
    Tshow, ainda como Tean Taka, Chegou até a final das Qualificatórias da ESL One (http://wiki.teamliquid.net/dota2/ESL_One/Hamburg/2017/South_America)

    Digital Chaos SA: 1 Minor
    O time que parecia ser o mais forte sul americano começou bem se qualificando para a PGL, que foi a primeira qualificatória do ano na região, mas depois disso seus resultados foram um pouco a baixo do esperado. O fato de serem vice 3 vezes das 5 qualificatórias e ter ganho uma delas mostra que o time possui resultados estáveis, mas isso não é o que se espera de um time com jogadores como Kingrd, Hfn e Matthew.


    Kingrd se tornou suporte 5 nessa nova formação e também o capitão que geralmente é o homem com a função de draftar no Dota. Hfn continua farmando como uma peste na sua posição de Hard Carry e Metthew está tendo um ótimo desempenho como suporte 4 (rotação).

    Os problemas principais que poderiam ser notados no time eram a falta de experiência do Kingrd ao tentar gerir um time com duas línguas diferentes, o que acarretava em falha de comunicação, e problemas nos drafts falhos que ocorriam ocasionalmente. Havia também o jovem Atum, que não estava entregando um bom desempenho no mid e sofria muito por ter um hero pool limitado e Kingteka com uma atuação instável como offlaner.

    Kingrd não é mais o capitão do time e Atum saiu do time e no seu lugar entrou leostyle. Logo depois dessas mudanças, o time foi capaz de derrotar a SG nas qualificatórias para a Major Dreanleague, mas apenas para ser vice pela terceira vez no mês. Dessa vez perdendo para a Infamous.

    [​IMG]
    DC.SA não conseguiu derrotar a Infamous em uma das 3 finais que participou (http://wiki.teamliquid.net/dota2/DreamLeague/Season_8/South_America)


    Infamous: 1 Major
    O primeiro time sul americano a participar de um TI não estava chamando nem um pouco de atenção com suas campanhas ruins nas primeiras qualificatórias de setembro. Mas nada muito diferente do que já se imaginava. Tirando o Accel, todos do time que participaram do TI7 saíram.

    A única final que o time conseguiu chegar foi o da qualificatória para a Dream League na qual foi letal contra o time da DC.SA. O único jogo que a DC venceu foi por W.O, pois o time da Infamous inteiro caiu no meio da partida por causa da falta de luz que ocorreu no local aonde estavam jogando. (O jogo estava praticamente ganho para a DC pois eles tinham uma larga vantagem em ouro e território, além de um HFN de Svem monstruosamente feedado, mas sabe como é, doto é doto, viradas acontecem)


    SG E-sports: 1 Major e 2 Minors
    Da mesma forma que a Infamous, a SG sofreu bastante perdas pós TI7. Perder HFN, Kingrd e Tavo pode ter parecido pesado para o time, mas resultados surpreendentes surgiram pouco tempo depois que os membros do time, que é quase completamente o antigo time da Midas Club, começaram a jogar juntos.

    Com uma excelente atuação no mid, 4DR é o único membro que restou da antiga formação da SG. Com ele no mid e um time bem entrosado e cheio de talentos prontos para serem vistos pelo mundo, a SG E-sports conseguiu uma incrível sequência de 12 séries de vitórias em todas as qualificatórias, o que resultou na conquista das Minors StarLedder e Perfect World Masters, e uma qualificatória para a Major ESL One.

    O time não só retornará para Ucrânia, onde fez história eliminando a imbatível Team Secret, como também irá para Alemanha e China.


    Agora o que nos resta é torcer para que nossos times continuem surpreendendo como a SG fez em Kiev e como a Infamous fez ao passar para a segunda fase no TI7 e consigam arrancar alguns pontos desses torneios.
    Fontes: http://wiki.teamliquid.net/dota2

Comentários

Discussão em 'Notícias' iniciada por raphaelms07, 30 Setembro 2017.

    1. justiceiro
      justiceiro
      Bom saber disso, essa era minha grande preocupação. E sendo bem sincero, sabendo que a vitória nesses campeonatos podem levar os caras pra o TI me deixou bem empolgado pra assistir todos, enquanto que antigamente nunca ia nem parar pra ver. É promissor.
      raphaelms07 curte isto.
    2. raphaelms07
      raphaelms07
      Eu aposto muito nesse novo formato competitivo de Dota 2. A Valve é a única das grandes que entende que Dota é um jogo virtual online e não um esporte fisico aonde criar ligas regionais fazem sentido. Ela entende que um videogame no cenário competitivo não precisa se comportar da mesma forma que um futebol ou um basquete e principalmente, ela entende que os fans devem fazer parte da criação do cenário competitivo. Mesmo esse sistema da valve cria aberturas para várias tendencias de auto organização da comunidade, o que eu quero dizer é que ela impôs regras das quais a comunidade pode impor outras regras complementares. Exemplo; Uma qualificatória regional pode muito bem virar um torneio regional cuje o vencedor ganha o direito de participar de um torneio internacional que vale pontos para o major. As novas regras tem várias aberturas e muitos veem isso como um defeito, mas eu vejo como a valve indicando um caminho que a comunidade deve seguir da forma que ela quiser.
      justiceiro curte isto.
    3. Charles Bronson
      Charles Bronson
      De verdade, esse time da SG, ta jogando o fino. Acredito que o tempo sem jogar no momento em que o TI7 estava rolando, até o seu final, acredito que a equipe treinou forte e conseguiu se adequar a meta atual. DC.SA foi meio que uma decepção, mas esse mid não está encaixando, seja o Atum ou o Leostyle.
      Last edited: 2 Outubro 2017
    4. RegretfulDog
      RegretfulDog
      Muito bom o tópico. Percebe-se que os times sul-americanos estão cada vez mais consolidados e competitivos. Vamos torcer para que nossos representantes se destaquem nesses grandes torneios.

Partilhar esta Página